SINDISCOSE
Notícias

Sindicato protocola oficío no CRMV solicitando avanço na pauta de negociação

 

Nesta segunda-feira, o Sindiscose protocolou oficio no Conselho Regional de Medicina Veterinária com objetivo de rememorar as negociações com o sindicato. Leia a íntegra:

 

Ao Conselho Regional de Medicina Veterinária do Estado de Sergipe – CRMV/SE

A/C: Méd. Vet. Eduardo Luiz Cavalcanti Caldas

Assunto: Situação dos Servidores do CRMV-SE

 

Prezado Presidente,

         Inicialmente gostaríamos de parabenizar e desejar uma boa gestão no mandato que se inicia. Em tempo, escrevemos este expediente a fim de realizar um memorando das tratativas entre o CRMV e o Sindiscose.

        Desde o início do ano anterior temos realizado reuniões e negociações com este Conselho para que realize uma política de valorização salarial dos servidores e uma melhoria do clima organizacional.

           Parte dessa política e das condições financeiras relatadas pela então presidência do CRMV refletiu na diminuição do horário de expediente deste conselho, o que acreditamos ser importante e valorizamos, pois, a diminuição da jornada de trabalho é uma luta histórica de todos. Além obviamente de trazer diminuição de gastos relacionados a energia, água, limpeza, além de otimizar o trabalho. Refletiu também no aumento do vale-alimentação para 300, um valor baixo comparado com qualquer conselho do mesmo porte no Estado de Sergipe, mesmo valorizamos a iniciativa.

             Essas medidas porém ainda são insuficientes, os baixos salários, a ausência de assistência médica ou auxílio saúde, as baixíssimas diárias dos agentes fiscais em viagem que mal pagam as despesas e não representam nenhum valor indenizatório, pois os funcionários ficam 24h a disposição do Conselho, o não pagamento de VPI, a não assinatura de acordo coletivo e os dois anos sem reajustes impactam no cotidiano do quadro funcional do CRMV.

               Por esses motivos solicitamos a mediação do Ministério Público do Trabalho, o quadro funcional e o sindicato tem sido até bastante pacientes. Porém, infelizmente o CRMV tem sido uma dança de cadeiras, vários aprovados em concurso optam por não permanecer no CRMV, visto que essas questões são essenciais para realizar um trabalho de qualidade.

                Também tomamos conhecimento que a última gestão aumentou o salário de cargos em comissão em cerca de 50%. Temos esperança que isso se reflita sobre os salários dos servidores efetivos, sobre aqueles que estão há anos se dedicando na edificação do CRMV e se prepararam para estar onde estão. Se não for isso, acreditamos ter sido uma decisão da gestão anterior de desprezo pelo principal patrimônio do CRMV: as pessoas.

                   Assim, esperamos que na próxima audiência no MPT já exista uma proposta concreta para análise. E desta forma gostaríamos de retomar o início desse ofício, desejar uma ótima gestão, pois da anterior, já não temos nenhuma saudade.

 

Atenciosamente,

 

Igor Fernando Acioly Silva Baima

Diretor-Presidente

 

Comentários