SINDISCOSE
Notícias

Reunião dos servidores públicos discutirá luta contra a Reforma da Previdência. É preciso greve geral!

No próximo sábado (3) e domingo (4) os servidores públicos federais realizarão uma reunião ampliada para traçar estratégias contra a Reforma da Previdência.  A reunião convocada pelo Fonasefe (Fórum das Entidades Nacionais dos Servidores Públicos Federais) e pelo  Fonacate (Fórum Nacional Permanente de Carreiras Típicas de Estado) também irá discutir a pauta de reivindicações das categorias para 2018 e definir um calendário de lutas contra os ataques do Governo Federal.

“Vamos reabrir as mobilizações dos servidores públicos federais e discutir prioritariamente as ações para barrar a Reforma da Previdência”, salientou o dirigente da Fenajufe (Federação Nacional dos Trabalhadores do Judiciário Federal e do Ministério Público da União) Saulo Arcangeli, que também integra a Secretaria Executiva Nacional da CSP-Conlutas.

A pauta dessa reunião ampliada prevê ainda a discussão sobre a Medida Provisória (MP) 805 que aumenta a contribuição previdenciária dos servidores de 11% para 14%. Existe uma decisão judicial suspendendo essa medida, mas o Supremo está em vias de decidir sobre sua constitucionalidade. “Nada impede o governo de mandar outra MP, apenas com esse aumento da alíquota. Então, é importante não baixar a guarda”, reafirma Saulo.

O combate à Reforma Trabalhista, a lei da terceirização e a Emenda Constitucional 95, que afeta todas as áreas do funcionalismo, também será tema dessa reunião. O governo promete enviar um projeto de reestruturação do setor, ou seja, virão mais ataques.

“Precisamos estar nesse forte processo de mobilização e essa reunião ampliada será o pontapé para esse processo mais imediato contra a Reforma da Previdência, além dos outros ataques que já estão postos. Vamos fazer um chamado às centrais para reafirmar a data da greve geral. Além disso, fortalecer a luta dos servidores públicos em unidade com os trabalhadores da iniciativa privada”, finalizou.

Outras ações

No retorno das atividades do Congresso Nacional, 5 de fevereiro, existe a previsão de leitura do texto da Reforma da Previdência. Neste dia estão marcadas mobilizações em Brasília, nos aeroportos e nos estados.

No dia 6 de fevereiro, a reunião da Secretaria Executiva Nacional da CSP-Conlutas será realizada em Brasília, na sede nacional do ANDES-SN (setor Comercial Sul (SCS), Quadra 2, Edifício Cedro II – 5º andar – Bloco C), como parte das atividades desse calendário organizativo para barrar a Reforma da Previdência.

 

Fonte: CSP-Conlutas

Comentários
Print Friendly, PDF & Email

Relacionados

Sindiscose reúne com senador eleito Delegado Alessandro Vieira que assume compromisso com a categoria

Sindiscose

Assembleia – CREMESE – dia 21

Sindiscose

Eleita Comissão Eleitoral para condução das Eleições do Sindiscose 2018-2021

SINDISCOSE

Sindipetro diz que hibernação da Fafen pode causar tragédia ambiental

Sindiscose

JULGAMENTO DA ADI 2135 AINDA NÃO FOI DESTA VEZ

SINDISCOSE

Plano de Cargos da OAB prevê seleção externa e avaliação de desempenho anual

Sindiscose